verde-17.gif (3324 bytes)
trevo4folhas1.jpg (1734 bytes) TREVO DE 4 FOLHAS trevo4folhas1.jpg (1734 bytes)
verde-17.gif (3324 bytes)

A superstição e a medicina popular fizeram sempre parte da vida de todos os humanos. Isto são traços muito marcantes da cultura. Algumas das mais poderosas simpatias, rezas e benzeduras foram repetidas de há séculos a esta parte e transmitidas de gerações em gerações. Entretanto, para que elas darem certo e surtirem os efeitos desejados, precisam acima de tudo que sejam feitas com toda a força do pensamento e que se acreditem piamente nelas.

Índios, negros e europeus, numa rica e inédita mistura de raças, ajudaram a formar o povo, que de há séculos se vem multiplicando e transmitindo, geração após geração, a cultura dos seus antepassados, sendo que, um dos traços mais fortes dessa cultura tradicional é a superstição e a crendice, típicas das populações rurais, mas que convivem muito bem com a televisão e valores contemporâneos, mesmo nos grandes centros urbanos.

mistura.jpg (12750 bytes)
Contacto de jesuítas com índios, as primeiras
misturas de crenças

Ninguém sabe por que não se deve passar debaixo de uma escada, mas ninguém passa. Não há explicação científica para os poderes atribuídos a plantas como a arruda, o Guiné ou o comigo-ninguém-pode. Mas mesmo quem mora em apartamentos dá um jeito de ter uma dessas três plantas (ou todas elas) num vaso, para espantar o azar.

Há quem diga que isso é tudo mentira, que não faz nenhum sentido, que é coisa de pessoas e países subdesenvolvidos. Mas muitos outros atribuem curas, soluções de todos os tipos de problemas e conquistas de objectivos importantes à ajuda de algumas simpatias, rezas ou benzeduras que aprendeu com alguém. Para os folcloristas e estudiosos do assunto, embora exista muita deturpação, inúmeras práticas tradicionais têm origem bem fundamentadas, e elas estão ligadas à própria história remota de cada povo.

A enorme gama de simpatias, rezas e benzeduras conhecidas no Mundo é resquício de religiões de nossos antepassados, seja do cristianismo, das religiões indígenas ou africanas. As rezas e o uso de óleo, vinho, sal e água são originários dos primórdios da Igreja Católica. O uso de outros objectos vem do totemismo - aquelas religiões que utilizavam objectos (plantas, animais e minerais) para representar divindades onde seriam direccionados os seus pedidos.

Provavelmente também já ouviu falar de amuletos ou talismãs - pequenos objectos (figuras, medalhas, figas) que tem poderes mágicos e que pode afastar o azar ou trazer sorte, possibilitando a realização de aspirações ou desejos. Esses amuletos são uma constante no comportamento humano e, desde a antiguidade, são encontrados nas mais variadas culturas. Geralmente feitos de pedra, pedaço de metal ou mesmo papel com uma inscrição gravada, os amuletos são usados, principalmente, em volta do pescoço, na carteira, em pequenos saquinhos junto ao corpo e presos a roupa interior, etc., para a protecção contra doenças e bruxarias e para afastar desgraças e malefícios, além de trazer a sorte.

Segundo as tradições dos Povos, o olho do boto ou do peixe-boi serve para conquistar as pessoas. Ouvir o canto de algumas aves garante a felicidade e conservar a pele do jurutau, ave de hábitos nocturnos, protege as moças virgens. A figa, que muitos acreditam ser de origem brasileira, já era um amuleto popular na Grécia e em Roma. Tendo sido usada para combater a esterilidade, também lhes são conferidos poderes contra o mau-olhado (poder maléfico atribuído ao olhar de certas pessoas, podendo provocar desgraças, doenças e até a morte). São inúmeros os amuletos e talismãs usados para afastar o mau-olhado e o azar, trazendo sorte e protecção contra doenças e bruxarias: pé-de-coelho, figa, ferradura, e ainda podemos citar  o Trevo de 4 folhas.

O Trevo é uma planta herbácea cujas folhas são dotadas de três folíolos (folhas), e que crescem espontaneamente nas terras das regiões temperadas. Raramente é encontrado um Trevo de 4 folhas e, quando isto acontece, é interpretado como sinal de boa sorte. Por incrível que possa parecer, possuir um Trevo de 4 folhas traz sorte, possibilitando-se alcançar a realização de suas aspirações e desejos. Entretanto, para que o Trevo de 4 Folhas lhes dê sorte, o mesmo deve ser recebido de alguém e repassado para mais três pessoas.

Por que enviar 3 trevos para três pessoas?

Porque 3 é a Trindade. É o resultado da procriação do homem e da mulher que é o filho, formando o trio. 3 é o primeiro número perfeito e tem significação espiritual, sendo representado por um triângulo. O número 3, bem como seus múltiplos e submúltiplos, é um número mágico e aparece com frequência na Bíblia associado ao nome de JESUS.

Algumas referências bíblicas quanto ao número 3, e seus múltiplos, associados ao nome de Jesus:

Foram 3 os Reis Magos que levaram presente a Jesus;
Jesus viveu em Nazaré e o valor numerológico do nome da cidade é 21, que se reduz a 3;
quando Jesus falou aos rabinos, no templo, tinha 12 anos que, na redução, dá 3;
ele passou 18 anos preparando-se para sua missão. Reduzindo-se dá 9, múltiplo de 3;
Jesus iniciou sua pregação aos 30 anos, que dá 3;
Jesus teve 12 discípulos que, somando-se dá 3;
nos atos dos Apóstolos, Jesus é chamado de justo 3 vezes; Judas traiu Jesus recebendo 30 moedas de prata; "Antes que o galo cante, tu me negarás três vezes", disse Jesus à Pedro;
Jesus foi crucificado com dois ladrões, perfazendo um total de três pessoas;
Jesus foi pregado à cruz na terceira hora e essa cruz foi erguida no monte Calvário cuja soma das letras dá 24, que reduzindo-se dá 6 que também é múltiplo de 3;
após Jesus ser crucificado "houve trevas sobre a Terra desde a hora Sexta até a hora Nona" (Mateus 27:45);
Jesus morreu na Nona hora, ressuscitou ao terceiro dia e viveu 33 anos na Terra.

Você deu o primeiro passo para conseguir a realização de seus sonhos quando visitou esta página. Agora só depende de você conseguir a sorte necessária para realizar seus desejos. Adquira hoje mesmo 3 legítimos Trevos de 4 folhas e receba como cortesia o seu Trevo da Sorte. Sorte tem em quem nela acredita. Basta ter fé e acreditar no poder mágico do seu Trevo de 4 Folhas.

Pense bem nisso! Acredite, vale a pena. Basta ter fé que esse amuleto poderá mudar a sua vida através de sua sorte. Todo amuleto tem o poder mágico de trazer sorte para as pessoas que nele acreditam.

Nunca te esqueças terás que o multiplicar por três isto é semear, esperar que cresça, colher os novos bolbos, semear de novo e ofereceres a quem desejares bem, e assim as tuas graças seram alcançadas.

trevo4folhas1.jpg (1734 bytes)

Solicite hoje mesmo o seu legítimo Trevo de 4 folhas através de


MASARA ABATAKETHA

Cada bolbo de Trevo de 4 folhas custa 50 €euros pagos através de transferência bancária, grupo de 4 bolbos de Trevo da Sorte apenas 100 €

( mais custos de envio )

( as encomendas seram limitadas ao nº. de bolbos produzidos e devidamente benzidos )

 

verde-5.jpg (3305 bytes)

1